segunda-feira, 29 de junho de 2015

Espetadas de frango

Eu gosto bastante de espetadas, mas confesso que as prefiro fazer em casa (manias). Esta é uma receita bem simples, mas que gosto bastante pela combinação dos ingredientes, principalmente pelo chouriço de colorau, que adoro. Espero que gostem, e que ponham também mãos à obra! ;) 






















INGREDIENTES (para 4 espetadas)

2 peitos de frango 
12 rodelas de chouriço de colorau
1 pimento vermelho pequeno 
1 cebola pequena 
Sumo de limão q.b. (espremido na hora)

Azeite q.b. (de boa qualidade)
1 colher (chá) de pimentão doce 
1 colher (sobremesa) de alho em pó 
1 colher (chá) de tomilho seco
Sal e pimenta branca q.b. 

MODO DE PREPARAÇÃO 

Cortar os peitos de frango em 12 cubos iguais (não muito grandes). 
Coloque-os num recipiente e regue com bastante sumo de limão. Reserve. 

Corte os pimentos e a cebola em quadrados tentando que sejam do mesmo tamanho.
12 pedaços de pimento e cebola. 

Pegue no pau de madeira (ou metal) da espetada, e coloque em primeiro lugar um pimento, de seguida uma cebola, uma rodela de chouriço, um pedaço de frango. 
Faça o mesmo usando 3 ingredientes de cada numa só espetada, como vê na fotografia. 
Repita o mesmo procedimento nos restantes. 

Numa tigela coloque cerca de 200 ml de azeite, junte o pimentão, o alho, o tomilho, um pouco de sal e pimenta, misture bem. 
Pincele bem casa espetada com esta mistura. 

Leve a grelhar numa frigideira ou grelhador quente, vá virando de todos os lados para cozinhar por todo. 
Mas tenha em atenção para a carne não queimar, e se necessário pincele com um pouco de azeite para não secar em demasia.


Bom Apetite!

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Olá! 
O meu nome é Marlene. Nasci na bela cidade do Porto, num dia de verão, corria o ano de 1986.  Curiosa, vibro e fico fascinada com as coisas mais simples da vida e do dia-a-dia.

Formada inicialmente na área de Turismo, trabalhei durante uns anos no ramo da Hotelaria.

O blog "Da Panela para o Coração" surgiu em 2012, depois de algum tempo sem ocupação. 

Começando a cozinhar mais em casa, nasceu um gosto particular pela confecção de receitas; que me levou a conhecer pessoas fantásticas, participar em projetos e concursos que me fizeram desenvolver bastante o meu gosto por este mundo da criação de conteúdo.
Com o meu à vontade na cozinha a aumentar, principalmente na área da pastelaria, tive também a oportunidade de trabalhar de forma autónoma, através da elaboração de sobremesas para estabelecimentos de restauração. 

Achei que, além das receitas escritas aqui no blog, criar um canal de YouTube seria também uma boa opção. Na medida em que ver as receitas a serem preparadas pode facilitar a vida de quem as procura. Foi aqui também que nasceu a minha paixão pela edição de vídeo e design gráfico. Pelo mundo do audiovisual em geral. De forma autodidata fui estudando mais sobre o assunto, e mais tarde, frequentei (e continuo a fazê-lo) formações em algumas destas áreas. Ao longo dos anos, tenho ligado esta paixão à minha vida pessoal e profissional, criando pequenos trabalhos de que me orgulho bastante, mas tendo a consciência que posso sempre melhorar.

Considero-me uma pessoa criativa (essa palavrinha da moda), mas acho que é alcançável a todos. O olhar à nossa volta com curiosidade e disponibilidade. A inspiração está em todo o lado. E a criatividade, quanto mais a usamos, mais ela se revela. 

Vindo de um sonho antigo, formei-me numa área que me possibilita trabalhar com crianças. Por isso, de vez em quando vou ao (meu) baú encontrar conteúdo que ache relevante partilhar com vocês por aqui, fazendo por exemplo, umas atividades giras para que os mais pequenos aprendam e divirtam-se. Ou os dois em simultâneo, que é muito melhor…

Entre tantas outras coisas que me fascinam.

"Da Panela para o Coração" deixa de ser só um blog de receitas. Porque podemos ter inúmeras paixões, e partilhar tudo o que achemos de bom sobre elas.  

Não fecho portas a novas oportunidades, desafios e aprendizagens. Mas em cada uma delas, a dedicação será sempre, para mim, o mais importante.


Um abraço desta miúda, ainda e sempre em crescimento.

Redes sociais




Algumas curiosidades sobre mim:


Livro favorito?

A Andorinha e o Colibri, de Santa Montefiore 

Banda sonora da tua vida?

Não da vida, mas é indescritível a melancolia e ao mesmo tempo a tranquilidade que a soundtrack do filme "The Painted Veil" me traz.  

Filmes inspiradores e que marcaram a tua vida?

Ao longo da vida há filmes que nos causam sentimentos que nem nós conseguimos bem explicar, mas que dão aquela sensação avassaladora. Alguns para mim: Shawshank Redemption (1994), Onegin (1999), The Bridges of Madison County (1995), Schindler's list (1993) e Flipped (2010).

Se tivesses um super poder...

Teletransporte.

Comida favorita?

Temos tempo? Então, fico-me pelo Filetes de polvo frito com arroz do mesmo e Lasanha. 

Aquela fila enorme no supermercado. Quem és tu? 

A pessoa paciente e observadora.

Aquela frase que diz tudo...

Ser bom é fácil. O difícil é ser justo. Victor Hugo

O que mais admiras no outro?

Tolerância e capacidade de admitir erros.

O que gostavas de melhorar em ti?

A capacidade de gerir as emoções.

E o que mais gostas em ti?

Transparência e ser uma pessoa confiável.


Marlene Teixeira

terça-feira, 23 de junho de 2015

Risotto de cogumelos

Que me dizem a um risotto de cogumelos? :) Um clássico. Para quem é fã de cogumelos e arroz, esta é uma receita que têm de preparar sem dúvida. Espero que gostem! 




INGREDIENTES (serve 2 pessoas)

150 gramas de arroz arbóreo 
1 dente de alho 
1/2 cebola pequena 
1 colher (sopa) de azeite 
100 ml de vinho branco
1 colher (chá) de tomilho seco 
25 gramas de cogumelos desidratados (usei funghi shitake)
400 ml de água + caldo de hidratação dos cogumelos* 
1 colher (sopa) de manteiga 
1 colher (sopa) de queijo parmesão ralado 
1 colher (sobremesa) de salsa fresca picada 
Sal e pimenta q.b. 

MODO DE PREPARAÇÃO

Picar finamente a cebola e o alho.
Colocar o azeite num tacho e refogar ligeiramente a cebola e o alho, mas sem deixar alourar muito. 
Adicionar o arroz, mexer, e deixar fritar uns segundos. 
Junte o vinho, e condimente com o tomilho, sal e pimenta. 
Mexa e deixe evaporar o álcool.
Vá adicionando o caldo de cogumelos (mantenha sempre numa leve fervura numa caçarola) ao arroz, mexendo, e quando o liquido estiver absorvido, junte mais caldo, e repita sempre o mesmo procedimento.
Quando estiver quase cozido o arroz, junte a manteiga, o queijo, os cogumelos e mais um pouco de caldo de cogumelos para que acabe de cozer, retire do fogão, mexa e tape o tacho. 
Deixe acabar de cozinhar uns minutos, abra a tampa e adicione a salsa, misturando. 


Se necessário, se a quantidade de água dada na receita não for suficiente, coloque mais a aquecer.
Mantenha o lume médio, nunca muito alto.
Esteja sempre a mexer, cuidadosamente, como se de um arroz doce se tratasse.
O tempo de cozedura varia, este meu risotto demorou cerca de 20 minutos a ficar cozido ao meu gosto pessoal, mas verifiquem na embalagem do arroz o tempo de cozedura.
O risotto não deve ficar com um aspecto pegajoso e deve ficar embora cremoso, também solto, nunca como uma bola de plasticina.  

* Passe os cogumelos por água fria rapidamente e coloque-os numa tigela grande. Aqueça 400 ml de água até amornar e deite sobre os cogumelos. Deixe hidratar entre 20 a 25 minutos. Escorra bem os cogumelos, mas com cuidado para não se desfazerem. Reserve o caldo, coando, pois o resíduo que fica no fundo pode ser um pouco amargo. 


Bom Apetite!

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Para relaxar...

Polémicas à parte da opinião das pessoas acerca do filme 50 sombras de Grey, uma coisa eu sei...a banda sonora é tão, tão boa!
Para ouvir em repeat e ficar tipo uva passa na banheira em banho de imersão...


Bom fim-de-semana!


terça-feira, 16 de junho de 2015

Pescada com broa no forno

Eu adoro pratos que levem broa de milho no forno, gosto muito do sabor, e se forem de boa qualidade e caseiros ainda melhor. Esta que uso na receita, foi dada à minha mãe por uma vizinha e vinha ainda a fumegar e com um aroma delicioso, uma maravilha! Como a broa era enorme, cortei em fatias e congelei, porque depois serve para fazer os mais variados pratos, ou para petiscar num lanche bem português. 
Esta receita é tão boa, bem simples, mas com sabores que me agradam bastante. Usei pescada, pois como é um peixe que cozido não é muito atractivo à maioria das pessoas, no forno torna-se fantástico. Espero que gostem da receita, e que não deixem de fazer em vossa casa. Terão mais hipóteses de os pequenos (e graúdos) comerem sem reclamar. :)  


























INGREDIENTES (serve 4 a 5 pessoas)

8 mimos ou medalhões de pescada 
2 cebolas médias
2 dentes de alho grandes
1 folha de louro
1 tigela de miolo de broa de milho esfarelada (a tigela com capacidade para 200ml)
1 colher (sopa) cheia de salsa fresca picada 
1 colher (sopa) de tomilho seco 
Sumo de limão (espremido na hora) q.b. 
Alho em pó q.b. 
Sal e pimenta branca q.b. 
Azeite (de boa qualidade) q.b. 

MODO DE PREPARAÇÃO 

Cortar a cebola em rodelas finas, e laminar os dentes de alho.
Num tacho colocar azeite até cobrir o fundo, juntar a folha de louro, e refogar a cebola e o alho até estarem com uma cor translúcida, mas não totalmente alourada.
Condimentar com um pouco de sal e pimenta a gosto. 
Temperar os mimos de pescada com limão e alho em pó, e um pouco de sal.
Numa terrina colocar a cebolada espalhada no fundo, e retirar a folha de louro. 
Dispor cada pedaço do peixe na terrina.
Numa tigela misturar a salsa e o tomilho à broa. 
Espalhe de modo uniforme a broa por toda a pescada. 
Regue com um fio de azeite para que a broa fique embebida. 
Leve ao forno pré-aquecido a 190ºC, cerca de 20 minutos.
Não deixe demasiado tempo no forno para o peixe não ficar muito seco, mas garanta que a broa ganha uma cor dourada. 
Retire do forno e sirva quente. 
Acompanhem com batatas salteadas, batatas cozidas, uma salada apenas, uns legumes salteados, fica ao vosso gosto.


Bom Apetite!

terça-feira, 9 de junho de 2015

Limonada de melancia

Os dias têm estado tão quentes que só sabem bem bebidas frescas. Esta sugestão é de uma refrescante limonada de melancia. 


























INGREDIENTES (serve 4 ou mais pessoas)

500 ml de sumo de melancia 
200 ml de sumo de limão (espremido na hora)
200 ml de água 
1 colher (sopa) de açúcar 
Rodelas de limão q.b. 
Folhas de hortelã-menta 

MODO DE PREPARAÇÃO 

Retirar a casca a uma melancia grande e tirar as sementes despendendo da qualidade (com ou sem sementes).
Cortar em cubos, e triturar bem num liquidificador.
Num jarro colocar o sumo de limão, a água e o açúcar. 
Misturar muito bem, até dissolver o açúcar.
Passar o sumo da melancia por um coador (conseguir 500 ml), para ir um sumo liso sem polpa ou alguma semente. 
Juntar o sumo da melancia e misturar com o sumo de limão muito bem. 
Juntar bastantes cubos de gelo, rodelas de limão, e opcionalmente juntar também umas folhas de hortelã. 
Sirva bem fresco.

Ajustem o açúcar se preferirem o refresco mais ou menos doce. 


Desfrutem!

quinta-feira, 4 de junho de 2015

Pizza de cogumelos frescos e pimentos

Eu adoro pizzas! É facto. De todas as comidas ditas "fast food" é a minha preferida, e embora goste de imensas combinações de ingredientes, cogumelos e pimentos estão no topo da lista, sem esquecer claro...muito queijo! :D 
Deixo-vos uma que fiz estes dias aqui em casa.
E é tão versátil, podem substituir qualquer ingrediente, mas como já referi esta combinação agrada-me particularmente, e além de tudo é relativamente saudável. 




INGREDIENTES (serve 2 pessoas generosamente)

Base de massa para pizza cerca de 30 - 35 cm de diâmetro 

110 ml de polpa de tomate 
1 colher (café) cheia de alho em pó 
1 colher (café) de orégãos secos
1/2 colher (café) de açúcar  
Sal e pimenta branca q.b. 

2 rodelas de pimento amarelo
2 rodelas de pimento vermelho
2 rodelas de pimento verde
150 gramas de cogumelos brancos frescos 
150 gramas de queijo ralado (usei Emmental)
Azeitonas descaroçadas q.b. 
Azeite q.b.
Sal e pimenta branca q.b
Orégãos secos q.b. 

MODO DE PREPARAÇÃO

Pré-aqueça o forno a 200ºC.
Colocar no tabuleiro próprio para pizzas, ou num tabuleiro de forno com papel vegetal a massa base polvilhada, polvilhe em baixo um pouco de farinha.
Misture à polpa de tomate o alho, os orégãos, o açúcar e sal e pimenta a gosto. 
Espalhe sobre a massa da pizza.
Junte o queijo.
Disponha os cogumelos frescos (laminados) e os pimentos.
Condimente com um pouco de sal e pimenta.
Junte as azeitonas e polvilhe com orégãos. 
Regue com um fio fino de azeite por toda a pizza.
Leve ao forno até ganhar uma cor dourada, derreter o queijo e os vegetais estiverem cozinhados.
Vá verificando, e virando o tabuleiro para cozer de igual modo e não queimar.
Retire do forno, deixe arrefecer uns minutos e sirva ainda quente.
Acompanhe com uma salada verde.


Bom Apetite!

segunda-feira, 1 de junho de 2015

Cupcakes de laranja e chocolate

O tema deste mês do grupo Dia Um... Na Cozinha ! não fosse este dia 1 de Junho também o Dia da Criança, são cupcakes. Basicamente são uma massa de bolo (uns queques) com uma cobertura, são versáteis e com mil e uma combinações de sabores. Eu escolhi uma combinação clássica. Laranja e Chocolate. A massa deste cupcake é fofa e com um sabor doce a laranja e amanteigado, com uma cobertura de uma mousse de chocolate leve. Vai agradar a miúdos e graúdos.  

























INGREDIENTES (cerca de 8 cupcakes)

Queques

2 ovos tamanho L
60 gramas de manteiga 
100 gramas de açúcar branco 
2 colheres (sopa) de iogurte natural sem açúcar 
1 laranja grande (raspa)
1 colher (sopa) de sumo de laranja
100 gramas de farinha para bolos com fermento
1 colher (café) de bicarbonato de soda

Cobertura

200 ml de natas para bater
90 gramas de chocolate negro para culinária 
1 colher (chá) de açúcar branco 
1 colher (café) de extracto de baunilha 

MODO DE PREPARAÇÃO 

Queques 

Pré-aquecer o forno a 180ºC. 
Num tabuleiro para queques, ou em formas individuais colocar as formas de papel (de tamanho normal).
Com uma batedeira bater os ovos com a manteiga e o açúcar até obter uma mistura homogénea.
Juntar o iogurte, a raspa e o sumo da laranja, bater mais um pouco.
Adicionar a farinha (já com o bicarbonato de soda misturado) na massa com uma espátula até estar bem incorporado, mas sem misturar demasiado.
Com uma colher, um saco de pasteleiro ou uma colher de gelado, verter em cada forma a massa dos queques.
Não encha totalmente as formas, pois ao cozer pode crescer demasiado.
Leve ao forno entre 15 a 20 minutos. 
Verifique com um palito, se sair limpo estará cozido. 
Deixe arrefecer totalmente antes de colocar a cobertura.

Cobertura

Derreter em banho-maria o chocolate, adicionando o extracto de baunilha, e deixar arrefecer à temperatura ambiente. 
Bater as natas, juntando o açúcar até ficarem bem firmes. (Coloque o recipiente, as varas e as natas cerca de 15 minutos antes de bater no congelador, será mais fácil de ganhar a consistência ideal)
Juntar aos poucos as natas ao chocolate derretido, mas batendo vigorosamente com umas varas para incorporar tudo muito bem. 

Colocar a mousse num saco de pasteleiro e decorar a gosto cada cupcake
Sirva os cupcakes frescos, e conserve no frigorífico. 


Bom Apetite!